Total de visualizações de página

29 de junho de 2011


"É difícil mudar de casa. Sair da casca. Deixar o quentinho do cobertor. Sair do banho e alcançar a toalha. Mudanças são contrastes de estados e, por isso, doloridas.
É nascer de novo sair de uma relação para o vazio. Ou para outra. É preciso coragem e ruptura. É preciso acreditar. Comum permanecermos imóveis por mais que o suportável. Sair do banho e agachar enrolado na toalha, pensando na vida. Demorar um tempo até tomar coragem pra mudar de posição.
Mudar é um parto, sempre. Mesmo que o novo mundo seja melhor. Diante do universo inteiro que se anuncia novo, o de alguém que chegou de surpresa, muitas vezes nos acovardamos."

(Cris Guerra)

28 de junho de 2011


"E se não quisermos, não pudermos, não soubermos, com palavras, nos dizer um pouco um para o outro, senta ao meu lado assim mesmo.
Deixa os nossos olhos se encontrarem vez ou outra até nascer aquele sorriso bom que acontece quando a vida da gente se sente olhada com amor. Senta apenas ao meu lado e deixa o meu silêncio conversar com o seu.
Às vezes, a gente nem precisa mesmo de palavras."

(Ana Jiácomo)

"Alguém que faz você rir...
Alguém que faz você acreditar em coisas boas...
Alguém que convence você ...De que existe uma porta destrancada...
Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre."

(Lourival Lopes)

27 de junho de 2011


"Amor. Bolinhas de sabão. O som de copos com água. O som das gotas no chão. Um sorriso tímido. A música por trás dos ruídos. Um coração encostado no outro. Um ou dois para sempres. Um avião nas mãos de um menino. Um barquinho de papel. Uma pipa atravessando as nuvens. Uma sementeira de tulipas. Um mingauzinho de aveia. Um par de meias listradas. Dois ou três cata-ventos. Uma palavra inventada."

(Rita Apoena)

26 de junho de 2011


"Não, eu não quero ser medíocre, não.
Deus não me deu esse estômago enjoado, essa alergia encantada de vida e esse coração disparado à toa.
Eu devo ser especial, eu devo ter algum talento.
Não, eu não quero ser medíocre, não eu não quero desistir, não quero optar pelo caminho mais fácil,
não quero que a energia negativa me enterre."

(Tati Bernardi)

"Sempre gostei de usar lápis. Sempre gostei de poder reescrever sem ter que riscar. É fácil passar borracha.
Meu coração é escrito á lápis. Apago nomes, escrevo outros, apago e reescrevo quantas vezes eu quiser.
Sempre achei que meu coração não falava comigo, que não me obedecia, que não me queria, quanta bobagem!
Na verdade eu escrevo sem perceber e apago sem querer. O coração é meu e de ninguém.
Sofrer não é desculpa de não controlar, é desculpa de não saber que pode apagar, porque quando a gente quer...a gente apaga!"

23 de junho de 2011

Tempo é ternura


"Viver tem sido adiantar o serviço do dia seguinte. No domingo, já estamos na segunda, na terça já estamos na quarta e sempre um dia a mais do dia que deveríamos viver. Pelo excesso de antecedência, vamos morrer um mês antes.
Está na hora de encarar a folha branca da agenda e não escrever. O costume é marcar o compromisso e depois adiar, que não deixa de ser uma maneira de ainda cumpri-lo.
Tempo é ternura.
Perder tempo é a maior demonstração de afeto. A maior gentileza. Sair daquele aproveitamento máximo de tarefas. Ler um livro para o filho pequeno dormir. Arrumar as gavetas da escrivaninha de sua mulher quando poderia estar fazendo suas coisas. Consertar os aparelhos da cozinha, trocar as pilhas do controle remoto. Preparar um assado de 40 minutos. Usar pratos desnecessários, não economizar esforço, não simplificar, não poupar trabalho, desperdiçar simpatia.
Levar uma manhã para alinhar os quadros, uma tarde para passar um paninho nas capas dos livros e lembrar as obras que você ainda não leu. Experimentar roupas antigas e não colocar nenhuma fora. Produzir sentido da absoluta falta de lógica.
Tempo é ternura.
O tempo sempre foi algoz dos relacionamentos. Convencionou-se explicar que a paixão é biológica, dura apenas dois anos e o resto da convivência é comodismo.
Não é verdade, amor não é intensidade que se extravia na duração.
Somente descobriremos a intensidade se permitirmos durar. Se existe disponibilidade para errar e repetir. Quem repete o erro logo se apaixonará pelo defeito mais do que pelo acerto e buscará acertar o erro mais do que confirmar o acerto. Pois errar duas vezes é talento, acertar uma vez é sorte.
Acima da obsessão de controlar a rotina e os próximos passos, improvisar para permanecer ao lado da esposa. Interromper o que precisamos para despertar novas necessidades.
Intensidade é paciência, é capricho, é não abandonar algo porque não funcionou. É começar a cuidar justamente porque não funcionou.
Casais há mais de três décadas juntos perderam tempo. Criaram mais chances do que os demais. Superaram preconceitos. Perdoaram medos. Dobraram o orgulho ao longo das brigas. Dormiram antes de tomar uma decisão.
Cederam o que tinham de mais precioso: a chance de outras vidas. Dar uma vida a alguém será sempre maior do que qualquer vida imaginada."
(Carpinejar)

Vamos ser mais humanos


"Seres pensantes estão em falta no mercado humano." Verdade...

Gosto daqueles que dão a cara a tapa, que não se escondem por trás de suas inseguranças ou medos sabe-se lá do que.

Nós precisamos questionar, trocar idéias, e não apenas receber toda essa avalanche de acontecimentos e informações como se nada nos atingisse e como se fossemos inertes, invencíveis e impermeáveis.

Que mentira!!!!!!!!!!!!!!!

Ainda bem que hoje em dia esta incrível ferramenta (internet) torna mais fácil nos reaproximarmos de pessoas que tem opiniões, questionamentos, dúvidas, imperfeições, pontos fracos, ideais, habilidades ímpares e sensibilidade, muita sensibilidade para saber distinguir as coisas boas das ruins com muito discernimento e cuidado.

Tanta gente por aí com talentos e teorias escondidas a sete chaves, não precisa ser assim. Vamos nos mostrar mais, sem medo de críticas ou julgamentos.

É para isto que a palavra RESPEITO existe e está aí para ser amplamente utilizada. Quem respeita compreende, mesmo divergindo. E aí está a mágica da vida, uma gama enorme de diversidade convivendo harmoniosamente. Sempre temos algo de bom a aprender com o outro.

Faço este convite a todos no dia de hoje: VAMOS SER MAIS HUMANOS!

(Danimfuga)


"Muitas vezes dizemos amar, mas estamos só desrespeitando. Dizemos amar, mas estamos só impondo. Dizemos amar, mas estamos só olhando para nós mesmos. Dizemos amar, mas estamos só fazendo adoecer as belezas disponíveis. Dizemos amar, mas estamos só amarrando sementes e calando primaveras. Dizemos amar, mas estamos só inflando nuvens que escondem cada vez mais o sol. Dizemos amar, mas estamos só dizendo. Amor tem outro cheiro. Outra natureza. Outra frequência. Outro chamado. É para ser luz pra dois, com todas as sombras de cada um."

(Ana Jácomo)

20 de junho de 2011

A realidade pode ser leve


"Está ficando tarde, e eu tenho medo de ter desaprendido o jeito. É muito difícil ficar adulto."
(Caio Fernando Abreu)

Gosto muito dessa frase do Caio, pois me faz refletir sobre a realidade da vida.
E a realidade na maioria das vezes, é nua, crua, cruel e de muito pouco glamour.
Para uns ela é uma senhora carrancuda, pessimista, melancólica e trágica.
Que só acredita nos caminhos espinhosos e caçoa dos sonhadores.
A realidade muitas vezes desdenha os talentos, não dá crédito aos desejos descabidos.
Ela persegue o óbvio, dança por entre castelos de cartas marcadas, e não consegue perceber os belos e ousados caminhos.
Não precisa ser assim.
A realidade é necessária, mas deveria vir sempre acompanhada com um pouco de encantamento e prazer, para todos.
Depois as pessoas reclamam e não entendem por que são infelizes ou insatisfeitas.
Não permitem enfeitar-se com um pouco de otimismo, crença, ternura e fé.
Fé que vai dar certo.
Por que crescer não deveria provocar o enrigecimento da alma.
Podemos encarar a realidade dos dias sem perder o olhar puro e sonhador da criança que ainda habita em nós.
Eu acredito que tudo pode ser alcançado com muito trabalho e esforço, aliado aos nossos sonhos e desejos mais puros e serenos, aqueles que ficam guardados a sete chaves, bem dentro de nós.
Detesto pessimismo, auto piedade ou descrença.
Que me prendam pelo meu eterno otimismo, minha fé em tudo que é bom e minha constante vontade de ver os sonhos das pessoas dando certo.
E os meus também...

(Danimfuga)


16 de junho de 2011


"Quero te dar chuva de flores pela manhã.
E quando quiseres podes vir colher sorrisos direto do quintal da minha alma."

(Caio Fernando Abreu)

''...Eu proponho uma campanha de saúde pública: vamos ser mais bem humorados, mais desarmados.

Podemos ser cidadãos sérios e respeitáveis e, ao mesmo tempo, LEVES!

Basta agir com delicadeza, soltura,autenticidade, sem obediência cega às convenções, aos padrões, aos patrões.

Um pouco mais de jogo de cintura, de criatividade, de RESPEITO...

Vamos deixar para sofrer pelo que é realmente trágico, e não por aquilo que é apenas incômodo, senão fica impraticável atravessar os dias.”


(Martha Medeiros)

15 de junho de 2011


''Não apaguem as nossas estrelas.
Elas são tão poucas; roucas
(Alguns dizem que são loucas),
De tanto falarem
E poucos escutarem.

Não apaguem as nossas estrelas
Muitos dizem que são insanas;
Que são todas doidivanas,
Mas, igual a Bilac, eu as escuto
"Pálido de espanto".

(Hilda Hist)


"...Há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que nem eu mesma compreendo. Pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada. Uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade; sei lá de quê!"

(Florbela Espanca)

"Como as folhas, como o vento
Até onde vai dar o firmamento
Toda hora enquanto é tempo
Vivo aqui neste momento

Hoje aqui, amanhã não se sabe
Vivo agora antes que o dia acabe
Neste instante, nunca é tarde
Mal começou e eu já estou com saudade

Me abraça, me aceita
Me aceita assim meu amor
Me abraça, me beija
Me aceita assim como eu sou
Me deixa ser o que for

Como as ondas com a maré
Até onde não vai dar mais pé
Este instante tal qual é
Vivo aqui e seja o que Deus quiser

Hoje aqui não importa pra onde vamos
Vivo agora, não tenho outros planos
É tão fácil viver sonhando
Enquanto isso a vida vai passando


Me abraça, me aceita
Me aceita assim meu amor
Me abraça, me beija
Me aceita assim como eu sou
Me deixa ser o que for
Me abraça, me aceita
Me aceita assim meu amor
Me abraça, me beija
Me aceita assim como eu sou
Me deixa ser o que for."

(LS Jack)

14 de junho de 2011


“Vou ser feliz, sem me importar com o que isso irá causar aos outros…
o importante é que não estou fazendo mal a ninguém, pelo contrário!
Estou apenas enterrando as impurezas e toxinas da minha vida e deixando brotar uma bela e frutífera árvore”.

Caio Fernando Abreu)

‎"Eu sou uma eterna apaixonada por palavras... Música... E pessoas inteiras.
Não me importa seu sobrenome, onde você nasceu, quanto carrega no bolso.
Pessoas vazias são chatas e me dão sono. Gosto de quem mete a cara, arrisca
o verso, desafia a vida. Eu sou criança, e vou crescer assim. Gosto de abraçar
apertado, sentir alegria inteira, inventar mundos, inventar amores.
O simples me faz rir, o complicado me aborrece."

Fernanda Mello

13 de junho de 2011




"E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará.
A moça ... - levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário...
por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência.
E ama... "

(Caio Fernando Abreu)

12 de junho de 2011


"Se brincam os pássaros contigo
E ficam cantando ao teu redor
Deve ser o teu cheiro de paz
...Teu olhos de céu
...Teus cabelos leves de brisa
Porque tu és, assim, algo de sublime
Que leva tudo,
[Que me toma tudo!]
E todas as demais coisas
Vem apenas depois de ti
Tu és quase como um milagre,
Mas um milagre não costuma ser tão perfeito..."

(Cáh Morandi)



"Desisti de salvar o mundo
quero salvar somente o dia
salvar a alegria do nosso encontro
então me preocupo em manter
a doçura do rosto
a leveza do traço
o balançar do corpo
meu corpo em teu abraço
então me despreocupo
me ocupo ao teu agrado
é isso que vale
o resto ao acaso"

(Cáh Morandi)

10 de junho de 2011

A fórmula do amor


Minhas meras suposições...
Muito se fala no amor e muitos passam a vida inteira tentando encontrá-lo. Alguns encontram, mas perdem por algum motivo. E outro procuram (ou não), acham e não largam mais.
Por que tudo na verdade começa com a paixão, aquela avassaladora, que faz nosso corpo provar as mais diversas e deliciosas sensações, é uma necessidade quase que vital do outro, o cheiro, o toque, o beijo, tudo é perfeito.
Segundo os especialistas, tudo uma grande armadilha da sábia natureza para nos aproximarmos de nosso sexo oposto "ideal" com a finalidade pura e simples de dar continuidade à vida, procriar.
Dizem que até visualmente o que nos atrai no outro leva tudo isto em consideração, procuramos pessoas bonitas, simétricas, atraentes, porque na verdade queremos ter filhos sadios e perfeitos em sua magnitude. Seria então toda esta intensidade uma simples "armadilha química" do nosso cérebro!!
Uma mera serotonina que nos faz sentir a pessoa mais abençoada e feliz do Universo quando encontra aquele ser que nos faz flutuar e esquecer que o resto do mundo existe.
É por causa de uma reação química que dormimos e acordamos pensando naquela pessoa, querendo que o tempo voe até a hora em que nos encontraremos novamente com ela.
É essa intensa atividade cerebral que nos deixa tontos, com a respiração ofegante e com nosso coração disparado e não conseguimos nos imaginar em outro lugar que não o abraço perfeito daquela criatura que tem o poder avassalador e supremo de carregar junto dela toda a nossa felicidade, prazer e satisfação.
Se for isso então onde está este milagroso cientista que ainda não desvendou a fórmula do amor, uma pílula que se toma e então a primeira pessoa a quem avistamos poderia se tornar nossa grande paixão, nosso grande amor e tudo estaria resolvido... Algo do tipo: chegou a hora, estou pronta, agora eu quero, "hoje eu vou me apaixonar". Toma a tal pílula e sai pra balada (seria engraçado)...
É claro que não é só isso.
Amor , paixão, desejo, felicidade, prazer.
Tudo isto é química sim, mas no meio disso tudo tem a mão de um ser supremo que nos leva aos caminhos mais improváveis para enfim encontrarmos a pessoa que irá nos presentear com toda esta gama de sensações e felicidade plena.
Amor é Deus. Isto é o principal, é fato.
Por que amor além de química, de certa forma é destino, é algo que foge à explicação lógica das coisas. Mas precisamos saber RECONHECÊ-LO.
Amor é quando todas as probabilidades soam como ventos contrários e mesmo assim a mágica acontece, sem forçar, sem insistir, sem perseguir.
Ela simplesmente bate à nossa porta e está aí a grande diferença ao meu ver, com relação ao fato de uns encontrarem e outros não.
As vezes a pessoa abre a porta, as vezes não. Ou as vezes ela abre a porta errada, enquanto que a porta certa permanece trancada, por enganos, "pré" conceitos, ou descréditos. Outras vezes também, se abre a porta certa, mas muitos deixam ela aberta e quando menos se espera, por falta de cuidado, por esta mesma porta o amor se vai sem deixar vestígios e quando se percebe já é tarde demais... São mil e uma combinações, suposições. Um passo em falso e lá se vai o amor perdido a esmo, aquele tão procurado, almejado e desejado por tantos.
Fato é que o amor é um imenso quebra-cabeças.
É química, é Deus, é sorte, é destino, é livre arbítrio, é sensibilidade, é permitir-se e saber reconhecer a porta certa e não deixá-lo escapar.
Ter um amor é saber mantê-lo, alimentá-lo, cuidá-lo, reconhecer suas nuances, suas mudanças, seus trejeitos. É como um frágil bibelô que ao mesmo tempo nos faz tão fortes e tão intensos.
É um presente divino que...
precisamos almejar...
devemos valorizar...
não podemos deixar escapar...
e que nunca devemos nos cansar de procurar...
Por que ele sempre existirá, esteja onde estiver, afinal amar é o destino de todos nós.
(Danimfuga)


"Cuide bem do seu amor, seja quem for..."



"Amor pra mim é ser capaz de permitir
que aquele que eu amo exista como tal,
como ele mesmo.
Isso é o mais pleno amor.
Dar a liberdade dele existir
ao meu lado
do jeito que ele é."

(Adélia Prado)

"A gente se acostuma com tão pouco. Pouco sorriso, pouco afeto, pouca educação, pouca gentileza, pouca gente querendo ser grande, grande aliado, grande amigo, grande coração, grande vontade de que a gente dê certo. Tem também muita gente pequena se engrandecendo atoa. E quando alguém vem trazendo um pouco do seu melhor, um tanto do seu tudo, a gente se assusta por nada."

(Renata Fagundes)

"Só se pode viver perto de outro, e conhecer outra pessoa, sem perigo de ódio, se a gente tem amor. Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura"

(João Guimarães Rosa)

"Que fique muito mal explicado
Não faço força pra ser entendido
Quem faz sentido é soldado
Para todos os efeitos meus defeitos não são meus
Que importa o sentido se tudo vibra?
Não importa o sentido
O bramido do meu canto mudo
Comporta bemóis e sustenidos
Convoca ouvidos surdos
Ao silêncio suave
Da melodia sem conteúdo
Está escrito
Quem não quiser ceder ao canto das páginas
feche os olhos ou tape com cera os ouvidos."

(Alice Ruiz)

"Acho uma delícia quando você esquece os olhos em cima dos meus."

(Chico Buarque)

Eduardo e Mônica - O filme



Que presente este vídeo, simplesmente perfeito, não poderia ser melhor!
"...E quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração, e quem irá dizer que não existe razão."
Legião Urbana eternamente.

"Dentro de cada pessoa
Tem um cantinho escondido
Decorado de saudade
Um lugar pro coração pousar
Um endereço que freqüente sem morar
Ali na esquina do sonho com a razão
No centro do peito, no largo da ilusão.."

(Marisa Monte)

7 de junho de 2011


"Posso te dizer que estou perto de Deus e estou feliz, gostando de viver (é maravilhoso poder dizer isso) e conseguindo transmitir um monte de coisas boas as pessoas que mereçam."


(Caio Fernando Abreu)

"- Sabe qual é o seu problema? Você não deixa as pessoas

com gostinho de quero mais.

- Como assim?

- Você distribui doce todo dia. Isso enjoa!"

(Caio Fernando Abreu)

"Não seja séria; a seriedade é duvidosa;

seja alegre; a alegria é interrogativa.

Quem ri não devolve o ar que respira."

(Fabrício Carpinejar)

''Estava precisando fazer uma faxina em mim…
Jogar fora alguns pensamentos indesejados,
Tirar o pó de uns sonhos,
lavar alguns desejos que estavam enferrujando…

Tirei do fundo das gavetas lembranças que não uso e não quero mais.
Joguei fora ilusões, papéis de presente que nunca usei, sorrisos que nunca darei…
Joguei fora a raiva e o rancor
Guardadas num livro que não li.
Peguei meus sorrisos futuros e alegrias pretendidas e as coloquei num cantinho, bem arrumadinhas.

Fiquei sem paciência! Tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão:
paixões escondidas, desejos reprimidos, palavras horríveis que nunca
queria ter dito, mágoas de um amigo, lembranças de um dia triste…
Mas lá havia outras coisas… belas!!!
... aquela gargalhada no cinema, o primeiro beijo…..
o pôr do sol…. uma noite de amor
Encantada e me distraindo, fiquei olhando aquelas lembranças.

Sentei no chão,
Joguei direto no saco de lixo os restos de um amor que me magoou.
Peguei as palavras de raiva e de dor que estavam na prateleira de cima -
pois quase não as uso – e também joguei fora!
Outras coisas que ainda me magoam, coloquei num canto para depois ver o quefazer, se as esqueço ou se vão pro lixo.
Revirei aquela gaveta onde se guarda tudo de importante: amor, alegria, sorrisos, fé…
Como foi bom!!!

Recolhi com carinho o amor encontrado,
dobrei direitinho os desejos,
perfumei na esperança,
passei um paninho nas minhas metas e deixei-as à mostra.
Coloquei nas gavetas de baixo lembranças da infância;
em cima, as de minha juventude, e…
pendurada bem à minha frente,
coloquei a minha capacidade de amar… e de recomeçar… de novo.''
(Martha Medeiros)

6 de junho de 2011




"Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu caçador de mim

Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim

Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito a força, numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim"


(Milton Nascimento)

4 de junho de 2011


"Olha, eu acho mesmo é que falta coragem. E tempo. Tempo de olhar em volta e coragem de bater de frente. Quando foi a última vez que você tomou banho de chuva sem se preocupar com o celular no bolso, os cartões do banco, a chapinha, o sapato que não pode molhar? As pessoas têm que se permitir. Aprender o atraso, o olhar em volta. Mudar o caminho de todos os dias e se perder no seu próprio bairro. É o que tenho feito, me perder. E devo dizer que estou muito feliz por não encontrar o caminho de volta."

(Verônica H.)

"Há uma pequena chance na minha janela, que eu chamo dia, para extravasar o meu amor, cultivar um amigo, conhecer a história de uma senhora ou me aproximar de um vizinho, abraçar alguém que eu gosto muito, ligar para um velho amigo, viver, viver e viver? Ah… como eu posso reclamar da vida? Eu estou viva! E foi por um triz. Quando alguém olha para você e estende aquele dedo do meio, ele está querendo dizer: “Escuta aqui, você não é mindinho, não é o fura-bolo e, muito menos, o cata-piolho! Você é o maior de todos, amigão!!! Você é o maior de todos!!!"

(Rita Apoena)


"Bonito mesmo é essa coisa da vida:
um dia, quando menos se espera, a gente se supera.
E chega mais perto de ser quem - na verdade - a gente é."

(Fernanda Mello)

"Acredito que a natureza humana é essencialmente amorosa e que quando não demonstramos isso é porque há nuvens muito espessas escondendo o nosso sol. Nuvens de medo, dor, raiva, confusão. Mas o sol está lá, preservado, o tempo todo. Em algumas pessoas, mais do que em outras, parece que as nuvens demoram muito tempo a se dissipar, é verdade. Às vezes, podem até não dissipar durante uma vida inteira, é verdade também. Mas, à medida em que começamos a abrir o nosso coração, é inevitável não sentir que ser amáveis e cuidadosos uns com os outros não é um favor, uma concessão. Inevitável não sentir que o gostinho bom de dar amor é tão saboroso quanto o de recebê-lo."

(Ana Jácomo)

"Eu decidi apostar no mundo, então. Imperfeito. Mesmo que alguns dias sejam assim, tão carregados com esse gosto de domingo. Agora mesmo queria comer amoras que despencam doces de um canto cheio de sombra. É noite, mas tá fazendo sol. Meu rosto vira um jardim. Flores, flores, flores. A primavera sempre soube caber nas demais estações. Eu gosto de me apaixonar à tarde.

Não sei o que esperar. Espero tudo. Quero tudo. E vou. De mãos dadas com o que sinto, nunca soube me economizar. Vai ver, assim eu acabe sendo possível. Minha caneta é sempre azul. "
(Jaya Magalhães)

3 de junho de 2011


‎"Tô me aproximando de tudo que me faz completo, me faz feliz e que me quer bem. Tô aproveitando tudo de bom que essa nossa vida tem. Tô me dedicando de verdade pra agradar uma outra alguém. Tô trazendo pra perto de mim quem eu gosto e quem gosta de mim também. Ultimamente eu só tô querendo ver o ‘bom’ que todo mundo tem. Relaxa, respira, se irritar é bom pra quem? Supera, suporta, entenda: isento de problemas eu não conheço ninguém. Queira viver, viver melhor, viver sorrindo e até os cem. Tô feliz, to despreocupado, com a vida eu to de bem."

(Caio Fernando Abreu)

"Quero apenas cinco coisas...
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando."

(Pablo Neruda)

"Que a gente siga assustando as pessoas que não merecem se encantar. Que a gente siga afugentando quem não merece ficar. Que a gente siga!"

(Tati Bernardi)



"Equilibrista, não se apoiava em nada nem ninguém, sem muletas ou bengala. 'Danem-se', repetiu olhando enfrentativa em volta. Mas 'danem-se' não era suficiente para aquela gentalha. Então rosnou: 'FODAM-SE!' em voz baixa, mas com ódio suficiente, exclamação, maiúscula e tudo.
Ficou mais serena depois, embora exausta, desaforada e sem toxinas."

[Caio Fernando Abreu]

2 de junho de 2011


"Você se sente em casa dentro do seu próprio corpo?
Muitos não passam de hóspedes de si mesmos...
Estar em paz é aceitar serenamente que você não tem todas as armas para conquistar o que deseja, não tem munição suficiente para levar todos os seus planos adiante e não possui um exército que diga amém para todos os seus delírios.
Você está só e é um sujeito heróico dentro do possível.
Costuma ir à luta por um emprego, por um amor, por grana, por objetivos razoáveis, e quando não dá certo, não dá, e quando erra, paciência, e quando acerta, oba, e quando está cansado, se recolhe, e quando está triste, chora, e quando está alegre, vibra, e quando enxerga longe, vai em frente, e quando a visão embaça, freia, e quando está sozinho, chama, e quando quer continuar sozinho, não chama.
Primeiro passo para a paz: reconciliar-se consigo próprio.
É o que a gente pode fazer de mais concreto, por mais abstrato que pareça."

(Martha Medeiros)

Já postei isso aqui no blog, mas convém RElembrar de vez em quando :)



"Dentro de você, existem duas teclas poderosas:
Delete e Arquive... Use-as com sabedoria !!!

DELETE: tudo aquilo que não valeu à pena, quem mentiu, quem enganou seu coração, quem teve INVEJA, quem tentou destruir você, quem usou máscaras, quem te magoou, quem nunca chegou a saber exatamente quem você é...

ARQUIVE: as pessoas reais, que cederam carinho, tempo, palavras, conselhos, a mão, o coração. Pessoas que, de um jeito ou de outro, ajudaram você a ser um pouco melhor, que te fizeram crescer em sabedoria e sentimentos, que te deram amor de verdade..."

"Mas como nesse terreno da vida o que vale é o que a gente planta nele, do nada, surge uma penca de girassóis e aponta um céu. Um céu de escolhas felizes e tão mais claras.
Esses girassóis costumam chegar quando você menos espera. Mas você sabe o momento em que eles chegam pelo cheiro de carinho no ar. Cheiro de abraço de amigo, colo de mãe.
Cheiro de bolo saindo do forno e passeio de domingo no parque.
É nessas horas que você percebe que Deus não desiste nunca. E que ele sempre prepara surpresas risonhas pros nossos caminhos. Mas pra você recebê-las terá de ter um coração aberto e tranquilo.
Por isso, quando chegar a hora de dormir, não esqueça de acender a vela da fé, aquela que mora no coração e que acende a alma. A única vela que nos mostra o rumo."

(Cris Carvalho)

1 de junho de 2011


Merece o amor quem trabalha por ele, quem sofre por ele, quem não quis ser mais inteligente do que sensível."

(Fabrício Carpinejar)

"Nunca esqueci a experiência de quando alguém botou a mão no meu ombro de criança e disse:
- Fica quietinha, um momento só, escuta a chuva chegando.
E ela chegou: intensa e lenta, tornando tudo singularmente novo.
A quietude pode ser como essa chuva: nela a gente se refaz para voltar mais inteiro ao convívio, às tantas frases, às tarefas, aos amores.
Então, por favor, me dêem isso: um pouco de silêncio bom para que eu escute o vento nas folhas, a chuva nas lajes, e tudo o que fala muito além das palavras de todos os textos e da música de todos os sentimentos. Silêncio faz pensar, remexe águas paradas, trazendo à tona sabe Deus que desconserto nosso..."

(Lya Luft)

"Acho que, se esse ainda não é o caminho certo, pelo menos, é o mais bonito por enquanto... E o que me deixa mais inteira, a cada passo. E fico pensando enquanto avanço: eu amo construir a mesma estrada com você. Eu amo morar no teu abraço."

(Marla de Queiroz)