Total de visualizações de página

31 de janeiro de 2012


"Explicação
Explica a ação
E o que explica o sentimento?
Explicafeto?
Não, afeto não se explica
se sente."
(Andréa Beheregaray)

"Sou final de tarde.
Sou jeans.
Livros.
Filmes.
Girassóis.
Lua crescente.
Fé.
Sou banho muito quente.
Cabelos lavados todo dia.
Óculos escuros.
Silêncio, silêncio, silêncio.
Já fui mais reticência. Hoje sou mais ponto.
Arco-íris.
Não sou números.
Sou palavras.
Lembranças.
Verbo sentir.
Mais olhar do que riso.
Sou pelos animais.
Ventania.
Sou dança.
Não sou praia.
Sou alto mar."
(Brenna Herzog)

27 de janeiro de 2012


"Que eu não me encabule jamais por sentir ternura."
(Ana Jácomo)

24 de janeiro de 2012


"A gente se acostuma com tão pouco... pouco sorriso, pouco afeto, pouca educação, pouca gentileza, pouca gente querendo ser grande: grande aliado, grande amigo, grande coração, grande vontade de a gente dar certo...
Tem também muita gente pequena se engrandecendo à toa...
E quando alguém vem trazendo um pouco do seu melhor, um 'mais' do seu tudo, a gente se assusta por nada..."

(Renata Fagundes)

14 de janeiro de 2012


"Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo... Isto é carência.
Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar... Isto é saudade. ...
Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para realinhar os pensamentos... Isto é equilíbrio.
Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente para que revejamos a nossa vida...
Isto é um princípio da natureza.
Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado... Isto é circunstância. Solidão é muito mais do que isto.
Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma."
(Francisco Buarque de Holanda)

"Nenhuma luta haverá jamais de me embrutecer, nenhum cotidiano será tão pesado a ponto de me esmagar,
nenhuma carga me fará baixar a cabeça. quero ser diferente.
Eu sou. E se não for, me farei."
(Caio Fernando Abreu)

... "O coração já não bate, esquecera completamente o tal do Tum-tum-tum.
Será que o coração bate assim? Há algum tempo que não sei como ele reage, porque os dias estão vazios"...
(Caio Fernando Abreu)

13 de janeiro de 2012


"Um dia de chuva é tão belo como um dia de sol.
Ambos‎ existem; cada um como é. "
(Fernando Pessoa)

"Olhe, tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras.
Sou irritável e firo facilmente.
Também sou muito calmo e perdôo logo.
Não esqueço nunca.
Mas há poucas coisas de que eu me lembre..."
Clarice Lispector

11 de janeiro de 2012


" Segue o teu destino...
Rega as tuas plantas...
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra de árvores alheias."

(Fernando Pessoa)

"E é só você que tem a cura pro meu vício
De insistir nessa saudade que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi..."

(Renato Russo)

"Se existe alguém que pode machucar você, existe alguém que pode curar suas feridas."
(Clarice Lispector)

"Quando alguém me entende, fico besta!"

(Hilda Hilst)

10 de janeiro de 2012


"Colocar "aspas" na frase é colocar moldura no quadro, desenhar início e fim do pensamento. Ou seriam as aspas quando seguramos as "duas orelhas" do outro e dizemos "escuta, essa(!)"?". Minhas aspas são cosquinhas virtuais na orelha do leitor."

(Andréa Beheregaray)

"Assopra pra esparramar no azul tua vontade de céu, que depois tudo se aquieta por dentro. E nesse vício de sorrisos, a lua inteira entra dentro de casa e sorri bendizendo a chegada de uma nova estação.
No peito uma batucada de gestos delicados e a delicia de descobrir nos olhos, uma crença rendada de jasmim. Uma religião de afeto, um encontro com a vontade de ser.
Uma mão estendida no meio da tempestade. A paz é escolha de quem se recolhe pra acolher em passos leves. Finge ser criança no meio da guerra e aprende que quem tem a alma nos olhos e o coração na mão, sempre encontra uma saída."

(Vanessa Leonardi)

"Você é linda, sua velha rabugenta,
e se eu pudesse te dar um só presente
para o resto da sua vida seria este.
Confiança.
Seria o presente da Confiança.
Ou isso ou uma vela perfumada."

(David Nicholls, no livro: Um dia)

"Eu só preciso levar a vida, eu só preciso desfocar do sonho que me deixa míope e enxergar além."

(Tati Bernardi)

"...Me recordei rapidamente de todas as pessoas e coisas que perdi por ainda não estar preparada para elas, ou por ainda ter muita curiosidade de mundo e dificuldade em ser permanente...
Recordei de amigos e parentes distantes, aqueles que eu sempre deixo pra depois porque moram muito longe ou acabaram se tornando pessoas muito diferentes de mim, sempre penso “mês que vem faço contato com eles”. E se não tiver mês que vem?..."

(Tati Bernardi)

9 de janeiro de 2012


"Às vezes é preciso dormir, dormir muito. Não pra fugir, mas pra descansar a alma dos sentimentos.
Quem nasceu com a sensibilidade exacerbada sabe quão difícil é engolir a vida.
Porque tudo, absolutamente tudo devora a gente.
Inteira.”

(Marla de Queiroz )

‎" O suave sempre supera o rígido.
O suave é vivo; o rígido é morto. O suave é como uma flor; o rígido é como uma rocha.
O rígido parece poderoso, mas é impotente; o suave parece frágil, mas é vivo. "

[Osho]

5 de janeiro de 2012


"Revolução é feita com ingenuidade. É acreditar mais do que desconfiar.
É ir para frente por uma causa ou um sentimento, não prevendo se vale a pena ou se levarão alguma vantagem pessoal.
Que fracasse com convicção, mas experimente os próprios desejos. Toda experiência será sempre uma situação de risco."
(Carpinejar)

4 de janeiro de 2012



"Não tenho certeza de nada,
mas a visão das estrelas me faz sonhar."

(Van Gogh)

"Conta pra mim de onde a gente se conhece. De onde vem a sensação de que sempre esteve aqui, quando eu sei que não estava.
Conta por que nada do que diz sobre você me parece novidade, como se eu estivesse lá, nos lugares que relembra, quando eu sei que não estive. Conta onde nasce essa familiaridade toda com os seus olhos. Onde nasce a facilidade para ouvir a música de cada um dos seus sorrisos. Onde nasce essa compreensão das coisas que revela quando cala.
Conta de onde vem a intuição da sua existência tanto tempo antes de nos encontrarmos.
Conta pra mim de onde a gente se conhece. De onde vem o sentimento de que a sua história, absolutamente nova, é como um livro que releio aos poucos e, ao longo das páginas, apenas recordo trechos que esqueci. Conta de onde vem a sensação de que nos conhecemos muito mais do que imaginamos. De que ouvimos muito além do que dizemos.
De que as palavras, às vezes, são até desnecessárias. Conta de onde vem essa vontade que parece tão antiga de que os pássaros cantem perto da sua janela quando cada manhã acorda. De onde vem essa prece que repito a cada noite, como se a fizesse desde sempre, para que todo dia seu possa dormir em paz.
Conta pra mim de onde a gente se conhece. De onde vem essa repentina admiração tão perene. De onde vem o sentimento de que nossas almas dialogavam muito antes dos nossos olhos se tocarem. Conta por que tudo o que é precioso no seu mundo me parece que já era também no meu. De onde vem esse bem-querer assim tão fácil, assim tão fluido, assim tão puro. Conta de onde vem essa certeza de que, de alguma maneira, a minha vida e a sua seguirão próximas, como eu sinto que nunca deixaram de estar.
Conta pra mim por que, por mais que a gente viva, o amor nos surpreende tanto toda vez que vem à tona."
(Ana Jácomo)

“Aprendi que minhas delicadezas ...
nem sempre serão suficientes
para despertar a suavidade alheia.
Mesmo assim insisto. ”

(Caio Fernando Abreu)

"Quero você aqui, no meio das minhas coisas, meus livros, discos, filmes, minhas idéias, manias, suspiros,recortes.
Respirando o mesmo ar e todas as coias que alimentam àquela nossa, tua, minha inesgotável saudade.
Entra, não pergunte se pode ficar. Vem e fica, Vai e volta."
(Gabito Nunes)

"Me concedo o direito de não me sentir responsável por aquele que cativo. Me sinto grata, mas responsável é demais."

(Martha Medeiros)

"Quando sentir vontade de disparar palavras contra o outro como se fossem tiros de espingarda, respire fundo, dê meia volta e vá embora... Mais tarde, com os ânimos menos alterados, certamente você conseguirá dizer o que precisa ser dito, sem cair na tentação de ferir para se defender do que quer que seja!
Em última instância, poupar um coração é sempre um grande ato de amor, especialmente nos momentos em que isso nos parece mais difícil!"

[ Rosana Braga ]

2 de janeiro de 2012


"Minhas dores me ensinaram a defender os outros. A não permitir que a omissão e a indiferença prosperem em pensamento. Revezar sensibilidade e humor, nunca espumar de raiva e revidar a agressão. As palavras servem para desarmar. Briga é o fracasso das palavras – não interessa ao escritor. Eu compreendo para me situar. Explico a ferida para cicatrizá-la. Antecipo-me às fraquezas das pessoas e elogio no momento certo e não em qualquer momento..."
(Carpinejar)